Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 25 de dezembro de 2010

JESUS E EU














Cristo e Eu

Eu, peregrino. Ele o caminho.
Eu, a pergunta. Ele a resposta.
Eu, a sede. Ele a fonte.
Eu, tão fraco. Ele a força.
Eu, as trevas. Ele a luz.
Eu, o pecado. Ele o perdão.
Eu, a luta. Ele a vitória.
Eu, o inverno. Ele o sol.
Eu, doente. Ele o milagre.
Eu, o grão de trigo. Ele o pão.
Eu, a procura. Ele, o endereço.
Meu passado e meu presente:
em suas mãos.
Meu futuro: todo dele.
Eu, no tempo...
E Cristo a Eternidade

Autor: Desconhecido

PAI

VOCÊ É MINHA VIDA


Havia um menino na Índia, que foi enviado pelos pais para um internato. Antes de ser mandado para o colégio, esse menino era o mais brilhante aluno de sua classe. Ele estava no topo em todas as competições. Ele era um campeão.
Mas o menino mudou depois de sair de casa e freqüentar o colégio. Suas notas começaram a cair. Ele odiava estar em um grupo. Ele estava sozinho o tempo todo. E foram tempos sombrios como quando ele sentiu vontade de cometer suicídio. Tudo isso porque ele se sentia inútil e que ninguém o amava.
Seus pais começaram a se preocupar com o menino. Mas nem mesmo eles sabiam o que estava errado com ele. Então, seu pai decidiu viajar para o internato e conversar com ele.
Sentaram-se na margem do lago perto da escola. O pai começou a lhe fazer perguntas casuais sobre suas aulas, os professores e os esportes. Depois de algum tempo, seu pai disse, 'Você sabe filho, porque eu estou aqui hoje? "
O rapaz respondeu de volta ", para verificar as minhas notas?"
"Não, não", seu pai respondeu: "Eu estou aqui para lhe dizer que você é a pessoa mais importante para mim. Eu quero ver você feliz. Eu não me importo com as notas. Me importo com você. Eu me importo com o seu felicidade. VOCÊ É MINHA VIDA. "
Estas palavras fizeram os olhos do menino a se encher de lágrimas. Ele abraçou seu pai. Eles não disseram nada um ao outro por um longo tempo.
Agora, o menino tinha tudo que queria. Ele sabia que havia alguém neste mundo que se preocupava com ele profundamente. Ele significava muito para alguém.
E o menino hoje já é jovem está na faculdade, realizado.
E na sua classe nunca ninguém o viu triste um dia se quer!


Graças um pai que soube expressar a seu filho: VOCÊ É MINHA VIDA

Viraj Bhandare















sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

DEUS NAO VAI PERGUNTAR


Deus não vai perguntar...

Deus não vai perguntar...


que tipo de carro você costumava dirigir,


Mas vai perguntar...


quantas pessoas que necessitavam de ajuda você transportou.


Deus não vai perguntar...


qual o tamanho da sua casa,


Mas vai perguntar...


quantas pessoas você abrigou nela.


Deus não vai fazer...


perguntas sobre as roupas do seu armário,


Mas vai perguntar...


quantas pessoas você ajudou a vestir.


Deus não vai perguntar...


o montante de seus bens materiais,


Mas vai perguntar...


em que medida eles ditaram sua vida.


Deus não vai perguntar...


qual foi o seu maior salário,


Mas vai perguntar...


se você comprometeu o seu caráter para obtê-lo.


Deus não vai perguntar...


quantas promoções você recebeu,


Mas vai perguntar...


de que forma você promoveu outros.


Deus não vai perguntar...


qual foi o título do cargo que você ocupava,


Mas vai perguntar...


se você desempenhou o seu trabalho com o melhor de suas habilidades.


Deus não vai perguntar...


quantos amigos você teve,


Mas vai perguntar...


para quantas pessoas você foi amigo.


Deus não vai perguntar...


o que você fez para proteger seus direitos,


Mas vai perguntar...


o que você fez para garantir os direitos dos outros.


Deus não vai perguntar...


em que bairro você morou,


Mas vai perguntar...


como você tratou seus vizinhos.


E eu me pergunto...


que tipo de respostas terei para dar?


Você quer ser feliz por um instante? Vingue-se.


Você quer ser feliz para sempre? Perdoe!


Autor: Whit Criswell

É DEUS












É Deus...


Alguma vez você sentiu desejo de


fazer algo agradável por alguém
a quem tem muito
Carinho?


É Deus falando através


do Espírito Santo!


Alguma vez você sentiu tristeza


e solidão, embora sentindo que


alguém estava ao seu lado?


É Deus te acolhendo através


de Jesus Cristo!


Alguma vez, ao pensar em alguém querido


que não vê há muito tempo, aconteceu


de, repentinamente, encontrá-lo?


É Deus, porque o acaso não existe!


Alguma vez recebeu algo maravilhoso


que você nem havia pedido?


É Deus que conhece muito bem


os segredos do seu Coração!


Alguma vez esteve em alguma situação


problemática, sem ter a menor idéia


de como resolvê-la e, de repente,


a solução apareceu?


É Deus que toma todos os nossos


problemas em suas mãos!


Alguma vez sentiu uma imensa tristeza na


Alma e, de repente, sentiu como se um


bálsamo fosse derramado e uma Paz


inexplicável invadiu seu ser?


É Deus te consolando com um abraço


e te dando uma nova Esperança!


Alguma vez sentiu que estava cansado da


vida (a ponto de pensar em morrer) e de


repente, sentiu que possuía Forças


suficientes para continuar?


É Deus que te carregou nos braços


e te deu descanso!


Tudo fica melhor quando Deus


está à frente de tudo!


Você pensa que esta mensagem


foi enviada por acaso?


Não! Foi Deus que tocou o meu


Coração e imediatamente me


fez lembrar de você...


Não por ser uma pessoa Amiga, algum


colega ou até um parente, mas porque


você é muito importante para Deus,


e para mim também!


Deixe Deus tocar teu Coração e te fazer


enviar esta mensagem a todos os teus


Amigos, colegas e parentes...


E até mesmo para as pessoas que não


são tão Amigas assim, para umas que


nem se pode chamar de colega ou,


para aquelas, que você nem


chamaria de irmão.




Autor: desconhecido




A DOR DO ABANDONO

A dor do abandono

Era uma manhã de Sol quente e céu azul quando o humilde caixão contendo um corpo sem vida foi baixado à sepultura. De quem se trata? Quase ninguém sabe. Muita gente acompanhando o féretro? Não. Apenas umas poucas pessoas. Ninguém chora. Ninguém sentirá a falta dela. Ninguém para dizer adeus ou até breve. Logo depois que o corpo desocupou o quarto singelo do asilo, onde aquela mulher havia passado boa parte da sua vida, a moça responsável pela limpeza encontrou em uma gaveta ao lado da cama, algumas anotações. Eram anotações sobre a dor... Sobre a dor que alguém sentiu por ter sido abandonada pela família num lar para idosos... Talvez o sofrimento fosse muito maior, mas as palavras só permitem extravasar uma parte desse sentimento, grafado em algumas frases:


Onde andarão meus filhos? Aquelas crianças ridentes que embalei em meu colo, alimentei com meu leite, cuidei com tanto desvelo, onde estarão? Estarão tão ocupadas, talvez, que não possam me visitar, ao menos para dizer olá, mamãe? Ah! Se eles soubessem como é triste sentir a dor do abandono... A mais deprimente solidão... Se ao menos eu pudesse andar... Mas dependo das mãos generosas dessas moças que me levam todos os dias para tomar Sol no jardim... Jardim que já conheço como a palma da minha mão.


Os anos passam e meus filhos não entram por aquela porta, de braços abertos, para me envolver com carinho...
Os dias passam... e com eles a esperança se vai... No começo, a esperança me alimentava, ou eu a alimentava, não sei... Mas, agora... Como esquecer que fui esquecida? Como engolir esse nó que teima em ficar em minha garganta, dia após dia? Todas as lágrimas que chorei não foram suficientes para desfazê-lo. Sinto que o crepúsculo desta existência se aproxima... Queria saber dos meus filhos... Dos meus netos... Será que ao menos se lembram de mim? A esperança, agora, parece estar atrelada aos minutos... Que a arrastam sem misericórdia... Para longe de mim.
Às vezes, em meus sonhos, vejo um lindo jardim... É um jardim diferente, que transcende os muros deste albergue e se abre em caminhos floridos que levam a outra realidade, onde braços afetuosos me esperam com amor e alegria... Mas, quando eu acordo, é a minha realidade que eu vejo... Que eu vivo... Que eu sinto...
Um dia alguém me disse que a vida não se acaba num túmulo escuro e silencioso... Que a vida continua após a morte, de uma outra forma... Mas com certeza a minha matéria, a minha mente, o meu eu dessa vida que vivo agora, com o nome que tenho... Nunca mais existirá! E quando a morte chegar, só restará a saudade que com o passar do tempo se ameniza... (Se é que alguém vai sentir saudade de mim, já que não sentem enquanto ainda estou viva neste asilo).


Sinto que a minha hora está chegando... Depois que eu partir, gostaria que alguém encontrasse essas minhas anotações e as divulgasse. E que elas pudessem tocar os corações dos filhos que internam seus pais em asilos, e jamais os visitam... Que eles possam saber um pouco sobre a dor de alguém que sente o que é ser abandonado.


Autor: desconhecido

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

DEUS CUIDA DE NÓS (`“·.¸(`“·.¸♥ ♥.·“´) ¸.·“´)¸.·“´)

Deus cuida de nós

 
As nossas forças são insuficientes para suportar e carregar o fardo pesado de nossas tribulações. Muitas vezes não resistimos e caímos.  Olhamos para os lados e para trás.
 Não vemos ninguém que se interesse em nos ajudar.  Entretanto, se erguermos os olhos, veremos que existe alguém que se compadece de nós:  O Senhor Jesus.  Ele conheceu de perto o sofrimento  e suportou o peso de uma cruz que merecíamos pelos nossos pecados. Ele conhece o ponto exato em que as nossas forças vão acabar e Se oferece para nos ajudar, pedindo que lancemos a nossa carga aos Seus pés, e Ele nos susterá com a destra de Seu poder.  Infelizmente, muitos suplicam a Sua ajuda,  mas não a conseguem porque continuam agarrados às suas preocupações  e mergulhados em sua aflição ao invés  de lançá-la sobre o Senhor Jesus.

 Não nos esqueçamos de que Ele cuida de nós. “… Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade,  porque ele tem cuidado de vós.”  (1 Pedro 5.7)

 Que você visualize os cuidados do Senhor sobre sua vida. Deus te abençoe.